Quem Somos Nós

Nilton Bonassa.

CURSOS RELEVANTES

  1. Espanhol Básico: aulas particulares
  2. Relações Humanas: SENAC-SP
  3. Liderança Profissional: SENAC-SP
  4. Metodologia de Pesquisa Quantitativa e Qualitativa- SBPM-SP
  5. Oratória: FEESP-SP
  6. Gestão de Projetos Sociais – SENAC-SP
  7. Curso de Bioconstrução e Sustentabilidade – CONSCIENCIAL
  8. Zen-Shiatsu- Mestre Toshio Funada
  9. Cura Prânica – NATURAL HEALT PROFESSIONAL TRAINER
  10. Manipulação e Tratamento com Plantas Medicinais – SENAR-GO
  11. Guia Regional  (em andamento) – SENAC

 

Conhecimentos adquiridos na jornada.

  1. Caminho da Ayahuasca
  2. Cachimbo Sagrado (Tchanumpa)
  3. INIPI – TEMASKAL (Tenda do Suor/da Purificação)
  4. Argiloterapia
  5. Cartas do Caminho Sagrado
  6. Cartas Xamânicas
  7. Doutrina Espírita
  8. Umbanda
  9. Filosofia
  10. Noções de Teosofia, Hinduísmo, Religiões.

 

“Querida irmã.

Você me pediu para falar um pouco de mim. Segue uma síntese dessa jornada, até hoje.

O Caminho Sagrado se abriu para mim em 1980; eu tinha 14 anos.

Foi quando fui apresentado e experimentei pela primeira vez a bebida sagrada Ayahuasca.

Durante um ano permaneci no caminho, mas… Ainda não era chegada a hora da aceitação e da entrega na verdadeira dedicação. Então um Espírito rebelde, decidi conhecer os caminhos do mundo.

Em 1993, já mais dócil e interessado em aprender, o Caminho se abriu novamente, a partir do momento em que estive na presença do querido médium de Uberaba, Chico Xavier, através do qual renasceu o desejo de buscar Informação para transformá-la em Conhecimento e praticá-lo para conquistar Sabedoria. Mas, ainda faltava o tempero, a liga que dá sentido a tudo isso: faltava o Amor.

Eis que, em 1996, o Caminho Sagrado se manifesta com maior intensidade, mais uma vez através da Ayahuasca, que voltava a fazer parte da minha vida, pelas mãos de amigos muito queridos cuja jornada se entrelaça à minha desde milênios. Nessa ocasião afirmei o propósito de recuperar a memória, lembrar de quem eu sou e cumprir o dever espiritual que me foi oferecido antes de chegar ao Planeta.

Nos anos que se seguiram, o Universo enviou sinais, ressonâncias e sincronias que direcionaram o processo.

Em 2005 me reencontrei com o Xamanismo, e nesse processo tive lembranças espontâneas de vidas vividas em diversas tribos do Norte e do Centro da América. Recordei como fazer diversos objetos (Tambor, Dreamcatcher, Tchanumpa, Maracá, Roda de Cura) e passei a realizar os procedimentos de iniciação (Busca da Visão, INIPI, Mergulho no Mundo Profundo, Busca e Identificação dos Aliados de Poder) para merecer a tarefa de trabalhar com cura. Nesse caminhar, meus caminhos foram se entrelaçando a tantos outros…

Em 2007 constituí uma entidade social xamânica (Estatuto, CNPJ, etc) para abalizar as atividades com Ayahuasca e expandir as possibilidades de trabalho sob o amparo da lei. Seu nome: Núcleo Espiritual Xamânico da Estrela Guia.

Desde essa data contabilizo mais de uma centena de vivências com grupos de 5 a 60 pessoas em busca de diversos objetivos: cura, expansão de consciência, aprendizado, iniciação… Juntos compartilhamos experiências em casas, quintais e apartamentos, em templos, em bosques, em matas, na beira do mar, em rios e cachoeiras. De noite e de dia, com fogueira, com chuva e sol, enfim…

Em meio a essa movimentação de cunho espiritual, passei a me dedicar, também, a projetos sociais. Nesse novo universo, atuei como Pesquisador Social e Educador junto a grupos de amigos e associações de bairro, oriundos de comunidades em situação de vulnerabilidade social, desenvolvendo atividades relacionadas a noções de cidadania, ecologia, técnicas de vendas (gerenciamento e organização), direitos humanos, atuando em projetos assistenciais, cursos de qualificação profissional, projetos de geração de renda e inserção no mercado de trabalho, campanhas de esclarecimento (DSTs, Gravidez da Adolescência, Reciclagem, Drogas, etc).

Essa experiência me abriu mais o chakra cardíaco, onde havia maior dificuldade de vibração nessa minha existência, pois eu me havia fixado em critérios rígidos de Justiça e Lei num mundo injusto e movido pela lei da força.

Convivendo diretamente com a Dor em seus mais diversos matizes, pude, enfim, compreender a necessidade de aprender as noções mais simples de compreensão, perdão, solidariedade e tolerância frente aos defeitos humanos. Essa mudança de foco mudou algo interno e facilitou o processo de cura, pois não havia mais condições para ajudar… Basta querer, com a mais absoluta convicção de que o Universo age através das nossas mãos, que tudo acontece.

Creio que o ideal nesse perfil fosse uma exposição mais técnica, mas eu vejo essa jornada pelo prisma do coração. Então senti que seria mais verdadeiro contar do que expor dados frios.

Espero que seja suficiente.”

Ahow!! Mitakuye Oyasin!!

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s